TERCA, 22/01/2019, 17:59

Tamarana está em alto risco de dengue

Para punir infratores prefeitura pretende alterar leis.

A prefeitura de Tamarana divulgou o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti – LIRAa, o primeiro desse ano.  Realizado de 7 a 11 de janeiro o número subiu para 5,1%. O dado coloca o município em situação de alto risco de infestação pelo vetor – que também transmite chikungunya, febre amarela e zika.

A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde preconizam que esse índice deve ficar abaixo de 1%.

De acordo com o coordenador municipal de combate a endemias, Guilherme Garcia, a situação é mais grave na área que vai desde o fundo de vale do Centro Social Urbano até proximidades da Rua Ancião Vicente Sutil de Oliveira, entre o Centro e o Residencial Cristo Rei. De 29 imóveis vistoriados na região, sete deles estavam com criadouros do mosquito.

Os agentes de combate a endemias inspecionaram 256 imóveis da área urbana de Tamarana, 13 foram encontradas as larvas do mosquito.  

A prefeitura estuda mudar a lei para agir de forma severa aos infratores. Garcia alerta sobre a necessidade de inspecionar os quintais de casa.

Em novembro do ano passado, no último LIRAa de 2018, a incidência foi de 1,7% de criadouros do mosquito.  

Por Bruno Carraro

Comentários