SEGUNDA, 09/04/2018, 06:15

Um espaço dedicado aos pequenos produtores e à agricultura familiar

A Feira de Sabores marca presença, mais uma vez, na Expo 2018 com uma variedade grande de produtos daqui da região e até de outros estados.

Uma feira voltada à agricultura familiar e ao pequeno produtor. E como nos anos anteriores, a variedade é grande, vai dos doces, às conservas, passando pela cachaça e os embutidos. Boa parte dos produtores é aqui mesmo da região. Mas tem, cada vez mais, gente vindo de fora,de  outras cidades do Paraná e até de outros estados.

Caso do marroquino, Mohamad Nauari, que mora no Brasil há alguns anos e trouxe do Rio de Janeiro para a Expo, pela terceira vez, uma série de doces feitos à moda do Marrocos, mas com ingredientes brasileiros. Tem doce de abóbora, de goiabada com cocada, cocada com damasco e mix de castanhas, entre outra delícias. Mohamad diz que como todo doce, ele tem açúcar claro, mas em quantidades bem menores, uma preocupação com a saúde. 

Ricardo Novosade veio de Prudentópolis e conta que quase tudo que eles trouxeram para a Expo é produzido na propriedade da família. E o que não é colhido por eles, vem de agricultores da região. Ele explica que o negócio familiar foi crescendo aos poucos e com o tempo, a pequena indústria de conservas foi ampliando a produção. Tem cebola, pepino, pimenta, entre outras coisas. 

Mas o destaque entre as conservas produzidas por eles é o crem, uma raiz de origem ucraniana, semelhante á raiz forte japonesa. 

Ricardo conta que a raiz é uma tradição entre os ucranianos, que são a maior colônia de Prudentópolis. Ele diz que cresceu comendo o crem e que a iguaria vai muito bem com carne de porco.

Já o pessoal da Flor da Mata, de Rolândia, produz um mel de primeira qualidade há mais de 20 anos. Eles também trouxeram para a Feira do Sabor, a famosa geleia real, o própolis e os favos de mel, que a criançada adora e o repórter aproveitou para degustar também.

Quem também é aqui da região é a ex-chef de cozinha Livia Trevisan. Ela e o marido Samuel moravam na França, se mudaram para o Brasil há três anos e começaram a produzir queijos, doces de leite e outras delícias na Estância Baobá, em Jaguapitã.

Ela conta que já participam da Feira há três anos e que apesar das dificuldades, o negócio começou a engrenar e eles já se preparam para expandir a produção.

A Feira de Sabores funciona no Pavilhão Alípio Ferreira de Castro, de segunda a sexta-feira das 14 às 22 horas e, aos sábados e domingos, das 10 às 23 horas.

Por Marcos Garrido

Comentários