SEXTA, 22/10/2021, 08:40

Vereador sugere proibição da fabricação e venda de bonecas trans

Onze vereadores foram favoráveis à indicação encaminhada ao prefeito, governador e até ao presidente da República

Durante 36 minutos, vereadores debateram uma indicação no mínimo inusitada na Câmara de Londrina. De autoria do vereador Ailton Nantes, sugere que o presidente da República, o governador do Paraná e o prefeito de Londrina tomem providências para proibir a fabricação, importação e venda de brinquedos associados a imagens ou personagens transgêneros.

Para embasar o pedido, Nantes citou um caso registrado em 2014 na Argentina, em que uma mãe comprou uma boneca de presente para a filha e, quando a criança recebeu e foi trocar a roupa notou que havia um órgão sexual masculino. Ele também citou exemplos dos Estados Unidos e Paraguai, demonstrando preocupação que algo semelhante aconteça no Brasil.

Na sequência, a bancada evangélica da Câmara se posicionou favorável à indicação. Giovani Mattos foi um deles.

A vereadora Lu Oliveira lembrou o fato de que, até a década de 1960, não havia bonecas negras disponíveis no mercado, fato que mudou a partir do momento em que as crianças passaram a ser representadas.

Jessicão, homossexual assumida, se posicionou de forma favorável à indicação, citando a existência de uma ditadura gayzista.

A indicação foi aprovada com 11 votos favoráveis, três contrários e quatro abstenções.

Por Marco Feltrin

Comentários