QUINTA, 30/05/2019, 20:31

Câmara quer aumentar controle nas viagens dos vereadores

Autorização agora vai depender de cinco parlamentares.

Vereadores que precisarem de autorização para viagens oficiais não dependerão mais somente do aval do presidente do Legislativo. Uma mudança no regimento interno da Câmara de Londrina fará com que os cinco integrantes da Mesa Executiva decidam se o parlamentar pode ou não se ausentar da cidade para participar de cursos ou encontros políticos.

De acordo com o presidente Ailton Nantes, a medida visa fortalecer a transparência das atividades dos vereadores.

Desde o início deste ano, foram registradas 33 viagens de vereadores e servidores autorizadas pela Câmara, sendo Curitiba o destino mais visitado, com 25 viagens. Até o momento foram gastos 3 mil e oitocentos reais com passagens áreas e rodoviárias, 3.300 reais com hospedagem, 1.300 reais com combustíveis  e 1.800 com alimentação, valores que vêm caindo nos últimos dois anos. Em 2017, primeiro ano da atual legislatura, os gastos chegaram a 56.500 reais com passagens de ônibus e avião. No ano passado, o montante foi de 17.600 reais.

Por Marco Feltrin

Comentários