QUARTA, 21/07/2021, 07:00

Colégios estaduais retomam atividades em formato híbrido, após recesso escolar

Unidades vão ampliar número de alunos atendidos por vez no ensino presencial. Rede municipal de ensino de Rolândia também aderiu ao modelo para volta às aulas.

As escolas da rede estadual de ensino voltaram a receber os alunos para o segundo semestre do ano letivo nesta quarta-feira (21). Após recesso, as atividades vão ser retomadas em modelo híbrido, quando parte dos estudantes comparecem às aulas presenciais e outro grupo participa de forma remota.

No entanto, esta volta às aulas traz uma ampliação no número de alunos que vão poder participar das atividades nos colégios a cada semana. Até então, as salas poderiam receber entre seis e sete estudantes por vez. Agora, os grupos passam a atender de 10 a 15 pessoas.

A chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE), em Londrina, Jessica Pieri avalia que o resultado, ao longo dos últimos dois meses em que o formato esteve em funcionamento foi satisfatório por parte da comunidade escolar. Ela considera que este foi um dos fatores que possibilitaram o aumento na quantidade de atendidos durante a semana.

O formato híbrido foi implantado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEED) em maio deste ano, como parte do plano de reabertura gradual dos colégios da rede pública paranaense, e vem sendo desenvolvido desde então.

Para isso, a pasta definiu que o retorno das turmas seria de forma escalonada, respeitando a decisão dos pais sobre enviar o filho para a unidade de ensino, além de outras medidas de prevenção à Covid-19, como o uso obrigatório de máscara de proteção e o distanciamento de 1,5m entre as carteiras.

Jessica Pieri destaca que o avanço da vacinação contra o coronavírus entre os professores também foi um passo importante para que a retomada das atividades nas escolas estaduais fosse mais consistente. De acordo com os últimos números divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), mais de 220 mil profissionais da Educação Básica já receberam pelo menos a primeira dose anti-covid.

O atual cenário da pandemia na região, com redução na média de confirmações da Covid-19 e queda na taxa de internações, também propiciou a retomada das atividades presenciais em Rolândia. Na última terça-feira (19), as escolas e centros de educação infantil do município passaram a adotar a modalidade híbrida.

Esta é a primeira experiência com o formato de ensino na cidade, que atende a cerca de 6.200 alunos e mobiliza aproximadamente 680 trabalhadores da Educação. A secretária municipal Leise Camargo afirma que as unidades estão preparadas para receber os estudantes e destaca que os pais que não se sentirem à vontade para enviar os filhos têm liberdade para optar pela continuidade do ensino remoto.

Para as famílias que deram preferência às aulas online, mas, agora, desejam incluir os filhos à escala de atendimentos presenciais, a orientação é a mesma, seja na rede municipal de Rolândia ou nas escolas estaduais. As famílias devem buscar diretamente a instituição de ensino em que o aluno está matriculado e comunicar a intenção de participar do modelo híbrido.

Por Victor Assis

Comentários