SEXTA, 03/07/2020, 08:28

Em mais uma discussão polêmica, Câmara aprova projeto de área para construção de unidade do Conselho Tutelar na zona oeste

Vereadores condicionaram segunda aprovação à garantia de que praça não será prejudicada

Assim como na sessão da última terça-feira, o projeto de lei que concede uma área na zona oeste de Londrina para
instalação de uma sede do conselho tutelar rendeu uma discussão extensa.
A área de 694 metros quadrados fica no Jardim Bandeirantes e a construção estimada em 500 mil reais será bancada
pelo governo do estado. Segundo a Secretaria de Assistência Social, a região oeste tem mais de 26,8 crianças, sendo
que 4,7 mil são acompanhadas por programas sociais.

Apesar do mérito do projeto ser esclarecido, vereadores questionaram a utilização do terreno, que seria originalmente
destinado a ser praça. Com o projeto, uma área de mais de 5 mil metros quadrados seria transformada em zona
comercial 5, com mudança de zoneamento. Vilson Bittencourt foi um dos parlamentares a questionar a alteração.

Os vereadores passaram a cobrar do líder do Executivo, Jairo Tamura, uma garantia de que a aprovação do projeto
significaria apenas os 694 metros para a construção da sede do Conselho, sem alteração de zoneamento no restante
da praça.

Diante da pressão, o chefe de gabinete Tadeu Felismino foi chamado às pressas para a sessão virtual para dar a
garantia esperada pelos parlamentares.

Promessa feita, o projeto foi aprovado em primeira discussão com 14 votos favoráveis, três contrários e uma
abstenção. Foi aberto prazo de 7 dias úteis para apresentação de emendas, incluindo a que garante área de praça,
para só então ser feita a segunda discussão em plenário.

Por Marco Feltrin

Comentários