TERCA, 22/06/2021, 17:00

Prefeitura faz licitação para projeto do Centro de Bem-Estar Animal

Diretora afirma que novo espaço deve diluir demanda de clínicas veterinárias vinculadas ao município e ampliar proteção a cães e gatos em Londrina.

A ideia, com a entrega do novo centro, é utilizá-lo como uma casa de passagem para animais que foram resgatados de situações de violência. Por enquanto, o empreendimento está em fase de licitação, coordenada pela Secretaria de Gestão Pública.

No início deste mês, os envelopes com as ofertas foram abertas e seguiram para análise. O valor máximo das propostas, apresentadas na modalidade convite é de aproximadamente R$ 130 mil. A previsão é que a classificação seja anunciada nesta quarta-feira (23). Após a divulgação, os candidatos podem recorrer da decisão.

A empresa contratada para a elaboração dos projetos terá o prazo de 120 dias para concluir o plano, que deve incluir ainda projetos estrutural, de prevenção a incêndios, elétrico, hidráulico, entre outros.

O terreno para construção do prédio já foi escolhido e fica na esquina da rua Edmur Elias Neder com Antonio Piovesan, no Jardim dos Alpes, região oeste de Londrina. Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento, a obra em si pode ser licitada ainda neste ano.

Graziella Damante, diretora de Bem-Estar Animal da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) diz que a demanda por um espaço para atender aos animais vítimas de maus-tratos é antiga e avalia que a iniciativa é um passo importante para ampliar as ações de proteção. Ela explica que a partir do funcionamento deste centro, cães e gatos resgatados vão poder receber os tratamentos necessários para, então, serem encaminhados à adoção.

Todos os dias, a Sema recebe cerca de cinco denúncias de maus-tratos a animais. A pasta vem intensificando as ações de combate e prevenção a este tipo de crime. Graziella explica que além da fiscalização, os meios para denúncias foram ampliados, além do desenvolvimento de novas plataformas para adoção.

Outra frente que tem sido desenvolvida pela Sema para atender animais resgatados é o credenciamento de clínicas veterinárias particulares para reforçar o serviço no município, com a realização de tratamentos de maior complexidade.

De acordo com a diretora, as iniciativas são complementares. Além de diluir a demanda das unidades, o Centro de Bem-Estar também deve funcionar como uma triagem para avaliar a necessidade de encaminhar o animal para um dos hospitais vinculados.

A população pode encaminhar denúncias de maus tratos a animais por um formulário online, disponível no portal da prefeitura. No documento, a pessoa deve informar dados referentes à ocorrência e pode anexar fotos que comprovem a situação. As informações de quem encaminhou a queixa ficam sob sigilo e não podem ser divulgadas.

Por Victor Assis

Comentários