QUARTA, 11/12/2019, 16:51

Dengue segue avançando no estado com 762 novos casos em uma semana e 10 municípios em epidemia

Segundo novo boletim da Sesa, Londrina está entre as cidades que apresentam casos com sinais de alerta.

O novo boletim epidemiológico semanal da Secretaria Estadual da Saúde mostrou que o Paraná tem mais de 2.600 casos confirmados de dengue, 762 a mais que no período anterior. De acordo com a Sesa, o aumento de quase 41% se deve, principalmente, ao acúmulo de dados de duas semanas, causado por problemas no sistema de informação de algumas Regionais de Saúde. Segundo o novo boletim, dez municípios estão em situação de epidemia no estado, dois a mais que no anterior. Seis deles aqui na região norte. A lista de cidades em situação de alerta também aumentou, de 10 para 14, e parte delas também fica aqui na região.

De acordo com o boletim da Sesa, outras 13 cidades apresentam 37 casos de dengue com sinais de alerta, indicando que podem evoluir para casos de maior gravidade. Cinco delas aqui na região, incluindo Londrina. O secretário Estadual da Saúde, Beto Preto, afirma que o Governo vem agindo em várias frentes para tentar conter o avanço da dengue no Paraná, mas depende também do apoio da população para eliminar os focos do mosquito.

Dois municípios apresentam quatro casos graves da doença. Nova Cantu e Foz do Iguaçu, com dois casos cada. Em novembro foi registrada a primeira morte no estado nesse novo ciclo epidemiológico. A vítima, uma mulher de 31 anos, morreu em Nova Cantu. A Secretaria de Saúde aguarda a confirmação de um segundo caso de morte por dengue também no mesmo município.

O secretário destaca que uma força tarefa foi montada para atuar no município, com a ajuda das cidades vizinhas. Na operação, os agentes estão reforçando a necessidade de limpeza das casas para a eliminação dos focos. Nova Cantu tem cerca de sete mil habitantes e 283 casos confirmados de dengue.

De acordo com o boletim semanal, o Paraná tem hoje mais de 14.500 notificações de dengue. Os dados são de 28 de julho a seis de dezembro. Segundo a Sesa, um estudo sobre a dengue no Paraná nos últimos dez anos, mostrou momentos de maior e menor incidência. A Secretaria trabalha com a tendência de que no período de 2019/2020 haja um grande acréscimo de casos. Só para se ter uma ideia do tamanho do problema, de agosto a setembro de 2018, foram 108 casos. No mesmo período desse ano, já foram registrados 1,8 mil casos.

Por Marcos Garrido

Comentários