QUARTA, 13/10/2021, 17:47

Em busca de negócios com o mundo árabe, empresas e cooperativas paranaenses avançam em parcerias nas áreas do agronegócio e de tecnologia

Governador também anunciou, durante a Expo Dubai, parceria com a Fiep para montar escritório de captação de investimentos e novos negócios.

Depois de dois dias de conversas, as empresas paranaenses começaram a negociar acordos com parceiros internacionais no Paraná Business Experience, evento que acontece paralelo à Expo Dubai 2020. Para o governo, a missão comercial já traz novas perspectivas investimentos e parcerias em algumas das principais áreas de destaque da economia do estado, entre elas a produção de alimentos, o cooperativismo e o desenvolvimento de novas tecnologias por startups e empresas paranaenses.

Uma delas é a Aeroflex, que aproveitou a ida a Dubai para lançar uma linha de biotranspirantes naturais produzidos à base de água. A novidade teve investimento de R$ 5 milhões, e a expectativa da empresa é comercializar 29 milhões de unidades do produto ao ano. O CEO da Aeroflex, Marcio Paranhos Miksza, explica que o novo produto foi desenvolvido para gerar menos impacto ambiental, utiliza gás ecológico de origem vegetal e emite três vezes menos carbono que os gases convencionais.

Em relação às cooperativas agrícolas, o evento também foi uma oportunidade para mostrar a atuação delas aos investidores de todo mundo, afirma o secretário estadual de Agricultura, Norberto Ortigara, que destacou ainda as possibilidades de novos negócios em diversas áreas e a boa relação do cooperativismo paranaense com os árabes.

O Paraná tem hoje 120 cooperativas agroindustriais com quase 2,5 milhões de cooperados, que geram cerca de 113 mil empregos diretos.

A C. Vale é uma das cooperativas que participou de rodadas de conversas com representantes de países árabes em busca de novas parcerias. Walter Andrei Dal´Boit, diretor da empresa, afirma ter ficado surpreso com a rapidez das primeiras negociações com os empresários dos Emirados Árabes Unidos e do Egito.

A prefeita de Carambeí, nos Campos Gerais, Elisangela Pedroso, foi uma das representantes dos municípios que participaram da missão. Ela afirma que no evento surgiu a oportunidade de novos negócios com empresários de Dubai, que demonstraram interesse, por exemplo, na produção de leite em pó.

Em outra frente da missão paranaense ao país árabe, o governador Ratinho Júnior se reuniu com a empresa Emirates, para tentar viabilizar um voo direto entre Dubai e o Paraná. Atualmente a companhia faz a rota São Paulo-Dubai cinco vezes por semana. A princípio, Foz do Iguaçu, é a principal candidata a receber a ligação aérea.

Nesta quarta-feira, o governador também anunciou um escritório do Paraná para captação de investimentos e negócios em Dubai. O escritório será compartilhado entre a Invest Paraná e a Fiep.

 

Com informações da Agência Estadual de Notícias.

Por Marcos Garrido

Comentários