TERCA, 23/03/2021, 18:54

Escolas estaduais vão distribuir alimentos a famílias de alunos vulneráveis

Com aulas presenciais suspensas, entrega está prevista para último dia do mês, mas ainda não há garantias de que novos repasses aconteçam.

Os produtos serão entregues, no dia 31 de março, a famílias de estudantes que fazem parte do Cadastro Único. A data foi definida para que, além de alimentos não perecíveis que já estão nas escolas, como arroz e feijão, também sejam distribuídas frutas, verduras e hortaliças vindas da agricultura familiar.

Segundo Jessica Pieri, chefe do Núcleo Regional de Educação em Londrina, todas as escolas da rede estadual da cidade possuem alunos cadastrados. O responsável deve receber os alimentos na unidade de ensino em que o estudante está matriculado.

Ela relembra que a medida foi adotada por conta da suspensão das aulas, no modelo híbrido, decretada pelo Governo do Estado e alerta que ainda não é possível prever a continuidade da distribuição dos itens nos próximos meses.

De acordo com a chefe do Núcleo em Londrina, o repasse dos alimentos será realizado em paralelo à entrega de materiais de apoio aos estudantes. Ela explica que cada unidade pode adotar diferentes protocolos e esquemas para distribuição dos itens, como agendamento de horários, por exemplo. E destaca que a comunidade escolar, entre pais e alunos, devem seguir as instruções da equipe pedagógica durante a atividade, para evitar aglomerações.

A entrega dos produtos será realizada de acordo com o estoque de cada escola, o que pode apresentar diferenças entre as instituições de ensino. Ao longo de 2020, mais de R$ 180 mil foram investidos pelo Governo do Estado para distribuição de quase 40 mil toneladas de alimentos.

Por Victor Assis

Comentários