SEGUNDA, 06/08/2018, 05:40

Número de infectados pelo HIV cresce no mundo todo e a maioria ainda são homens, mas adolescentes mulheres chamam a atenção pelo aumento de casos nos últimos anos

Em Londrina, a faixa etária predominante de diagnosticados pela doença é entre 20 e 39 anos.

Nos últimos 10 anos, em Londrina foram 1.854 casos diagnosticados de AIDS.

Em Londrina, nos últimos 10 anos 1.361 homens e 493 mulheres foram infectados com o HIV.

Entre adolescentes, faixa etária de 15 a 19 anos, o diagnóstico positivo da doença na cidade, nesse mesmo período, foi de 50 casos.

Já no Paraná esse número chega a 8% do total de infectadas. Na faixa etária entre 15 e 19 anos foram infectados 7.673 pessoas. 

Dados levantados pela Fundação das Nações Unidas pela Infância - Unicef apontam que as mulheres adolescentes foram as mais infectadas no ano passado. A faixa etária que preocupa é entre 15 e 19 anos onde houve um aumento significativo. O número é assustador, são mais de 430 mil adolescentes infectados em todo o mundo. 

De acordo com o enfermeiro do Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA de Londrina, Edvilson Lentine, esse público não tem a mesma conscientização da gravidade da doença como há 10 anos. Uma nova geração conhece a doença de forma menos chocante do que em gerações anteriores. E de certa forma não busca prevenção com camisinha na hora do sexo, que muitas vezes pode ocorrer de forma inesperada ou pela primeira vez.

Em Londrina, a faixa etária com maior número de diagnosticados é entre 20 e 39 anos, são mais de 1.170 casos no total, mais de 70% só na última década.

Uma forma de prevenção e disseminação da doença ainda é o diagnóstico precoce. Os testes rápidos são oferecidos pela rede pública. Em algumas circunstâncias os trabalhos são direcionados a empresas e setores públicos com maior concentração de jovens e adolescentes.

Em todo o estado, nos últimos 10 anos, foram registrados mais de 5,3 mil casos em homens e 1,8 casos diagnosticados em mulheres.

Por Bruno Carraro

Comentários