TERCA, 18/12/2018, 20:11

Prefeito volta atrás e apresenta projeto do Programa de Regularização Fiscal

Apesar de uma inadimplência de 24,5% no IPTU, Marcelo Belinati não alega falta de dinheiro e sim, uma necessidade de atender a um pedido de entidades, dos vereadores e da sociedade.

Depois de descartar, por diversas vezes, a realização de um Programa de Regularização Fiscal (Profis), o prefeito Marcelo Belinati enviou um projeto de lei à câmara de vereadores. Segundo ele, a motivação não é a falta de dinheiro em caixa e sim, uma forma de atender ao pedido feito por entidades, vereadores e sociedade de Londrina.

Segundo dados da secretaria municipal de fazenda, até o dia 30 de setembro, a inadimplência do IPTU em Londrina era de R$ 84 milhões e 99 mil. A expectativa era ter recebido R$ 343 milhões e 396 mil durante o ano com os carnês lançados. Ou seja, a inadimplência está em 24,5%.

O prefeito segue para Curitiba, onde tem uma série de reuniões com a Copel. O assunto é o processo de caducidade da Sercomtel e o plano de ação que está sendo montado pelas sócias majoritárias com o objetivo de convencer a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sobre a viabilidade da empresa local.

Por Claudia Lima

Comentários

Publicidade