SEGUNDA, 30/03/2020, 06:05

Proposta encaminhada para o Senado pode estender o prazo para declaração de Imposto de Renda devido ao Coronavírus

Representante do Sindicato dos contabilistas alerta que a medida pode não ser aprovada e é importante adiantar a entrega dos documentos para o IR.

O Projeto de Lei que determina o adiamento da entrega da declaração anual do Imposto de Renda das Pessoas Físicas - IRPF em decorrência da pandemia de Coronavírus no País foi entregue ao Senado na última semana. A proposta aponta o prazo final para entrega após 30 dias do término do estado de calamidade pública, reconhecido pelo Congresso.

O período de entrega da declaração começou em 2 de março e vai até as 23h59 de 30 de abril. Até o momento a Receita Federal não cogita qualquer alteração, mesmo com os casos de Covid-19.

De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região – Sescap, Marcelo Odetto Esquiante, não é certo que será prorrogado o prazo. Por isso a população deve se antecipar com a entrega da documentação para facilitar a declaração dentro do prazo.

Até o fim da semana passada, mais de 8 milhões de contribuintes já haviam enviado o documento. Segundo a Receita, isso equivale a 24% do total de 32 milhões de declarações esperadas.

A declaração do IRPF é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o 13º salário. A multa por atraso, de no mínimo R$ 165,74, pode chegar a 20% do imposto devido.

Por Bruno Carraro

Comentários