QUINTA, 21/10/2021, 19:30

UEL ganha Laboratório de Inteligência Artificial para pesquisas voltadas ao agronegócio

Espaço faz parte do Novo Arranjo de Pesquisa e de Inovação em Inteligência Artificial, o Napi Agro, que será lançado nesta sexta-feira aqui em Londrina.

O Napi Agro é uma parceria entre o Governo do Estado e Universidades do Brasil e da China para programas e atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação na área do agronegócio, da saúde e do bem-estar. O Novo Arranjo de Pesquisa e de Inovação em Inteligência Artificial voltado ao setor do Agro será lançado na manhã desta sexta-feira no prédio do Laboratório de Medicamentos da UEL, onde vai ser implantado.

As pesquisas vão se concentrar nas áreas Biológicas, da Engenharia Elétrica, das Ciências da Computação e da Agronomia. O futuro Laboratório de Inteligência Artificial da UEL vai ocupar parte das instalações do Centro de Pesquisa Aplicada em Inteligência Artificial no Agro.

A professora Cristianne Nascimento, diretora de Planejamento e Integração Acadêmica da Pró-reitoria de Planejamento da UEL, afirma que a ideia é que o espaço seja um local de reunião e estímulo a parcerias entre pesquisadores, startups e empreendedores.

A iniciativa, de acordo com Cristianne Nascimento, é fruto de uma série de articulações e parcerias do setor. Ela diz ainda que como o Paraná é um dos polos do agronegócio brasileiro, a proposta acabou se voltando, inicialmente, apenas para projetos com foco nessa área.

Para conseguir avançar na implantação de toda a estrutura, os pesquisadores agora saem em busca de recursos do governo federal.

A diretora de Planejamento e Integração Acadêmica explica ainda que o espaço no Laboratório também vai ser a sede do futuro Hub de Inovação da UEL e representa uma mudança na forma dos pesquisadores da Universidade se relacionarem com os setores produtivos.

Participam da cerimônia de lançamento do Novo Arranjo de Pesquisa e de Inovação em Inteligência Artificial do Agro, o superintendente estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig, e o reitor da Universidade, Sérgio Carvalho, além de autoridades e convidados.

Por Marcos Garrido

Comentários