SEXTA, 03/09/2021, 11:23

Vereadores optam pela presença em plenário na volta das sessões híbridas

Primeiro encontro também contou convidados indo até o Legislativo para evento alusivo ao Setembro Dourado

Depois de quase um ano e meio, vereadores voltaram a ocupar o plenário da Câmara de Londrina para as sessões ordinárias na tarde desta quinta-feira. Dos 19 parlamentares, apenas um não esteve presente: a vereadora Jessicão, que cumpria agenda em Brasília. Atuando remotamente desde abril do ano passado, os vereadores mantiveram a proposição e discussão de projetos, com 205 propostas protocoladas e 55 já sancionadas pelo prefeito só este ano, sendo 32 de autoria dos vereadores.

A primeira experiência lado a lado também serviu para aumentar o calor das discussões. Por mais de uma hora e meia, os vereadores debateram um projeto de lei de Roberto Fu que permite a poda ornamental de algumas espécies de árvore na cidade. A Secretaria do Meio Ambiente havia se manifestado de forma contrária ao projeto, por entender que este tipo de poda impede que as árvores desenvolvam sua função na arborização urbana. Com o posicionamento contrário também de parte dos vereadores, Roberto Fu decidiu retirar o projeto de pauta até 15 de outubro.

Além dos vereadores, o plenário também recebeu convidados nesta quinta, para o evento alusivo ao Setembro Dourado, mês de conscientização sobre o câncer infanto-juvenil, criado por uma lei municipal de 2019.Várias entidades ligadas à oncologia participaram da sessão, trazendo informações como o registro de 8.460 casos por ano, transformando o câncer na segunda maior causa de mortes entre menores de 18 anos no país.

A oncologista infantil Tânia Anegawa ressaltou a dificuldade na detecção da doença nesta fase da vida.
Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Paraná é o segundo estado do País em registro de casos de câncer na população infanto-juvenil, com 680 casos em 2020, atrás apenas do estado de São Paulo, e com o dobro de registros dos outros dois estados da região Sul.

Por Marco Feltrin

Comentários